Notícias

Receita Sem Papel ultrapassa os 90% na Madeira

10 Fevereiro, 2017

A Receita Sem Papel (RSP) ultrapassou, ontem, 9 de fevereiro, os 90% do total de receitas na Região Autónoma da Madeira (RAM).

Desde a implementação, a desmaterialização da receita representa um caso de sucesso na Madeira, obtendo quase a totalidade da percentagem de receituário emitido, o que revela a enorme adesão por parte dos Prescritores Madeirenses. O sucesso alcançado deve-se às sinergias entre os Serviços de Saúde das Regiões Autónomas, o Instituto de Administração da Saúde e Assuntos Sociais (IASAÚDE), que têm colaborado ativamente em todo o processo de implementação, e a Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS), entidade responsável pelo desenvolvimento do sistema de informação. As sessões de formação, disponibilizadas, no terreno, pela SPMS, têm contribuído para a eficácia do processo de implementação deste projeto, permitindo um acompanhamento mais próximo aos técnicos locais.

Além de otimizar recursos disponíveis, combater a fraude, reduzir custos e de contemplar preocupações ecológicas, a desmaterialização da receita médica nas ilhas reforça a interoperabilidade entre o sistema de saúde regional e o Serviço Nacional de Saúde (SNS). Esta “aproximação estratégica” na área dos sistemas foi possível graças à consolidação do registo nacional de utentes, incluindo as regiões autónomas da Madeira e Açores.

A RSP, que entrou em vigor na Região Autónoma dos Açores, no dia 30 de janeiro, e numa primeira fase, nos centros de saúde da ilha Terceira, atingiu, ontem, os 10% do total das receitas na Região Autónoma dos Açores, com tendência para continuar a aumentar nos próximos meses. Estima-se que a implementação da receita desmaterializada fique concluída num período de seis meses, em todos os centros de saúde da região. Até ao final do ano prevê-se, também, que a receita eletrónica esteja em pleno funcionamento em todos os hospitais açorianos.

O sucesso do projeto RSP vai continuar a depender do “envolvimento” entre responsáveis políticos, gestores, informáticos, profissionais de saúde e cidadãos.  

Receita_Papel_Madeira_Açores2

Receita Sem Papel – Caso de sucesso

21 Dezembro, 2018

A “Receita Sem Papel” é um dos casos de sucesso no panorama nacional. Distinguida com o Prémio Inovação NOS, foi considerada a solução mais inovadora em 2016. Veio substituir gradualmente a receita em papel, afirmando-se primeiro nas unidades de saúde do setor público e, posteriormente, no setor privado.

receita-sem-papel-95Noticia

SPMS promove “SNS Sem Papel” no CHPL

26 Setembro, 2018

No âmbito da expansão da iniciativa “SNS Sem Papel”, a SPMS, EPE, enquanto entidade responsável pela transformação digital na Saúde, promoveu, dia 25 de setembro, uma sessão para profissionais de saúde no Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa (CHPL).

Banner_generico_spms_opcaoB

Receita Sem Papel – Simulacro no Porto

10 Julho, 2018

No âmbito da Receita Sem Papel, a SPMS, EPE, em parceria com a AFP – Associação de Farmácias Portuguesas, ativou hoje, 10 de julho, um simulacro na área do Porto, que decorreu no período da manhã, com sucesso, envolvendo oito farmácias.

Voltar
co-financiamento
leo id, libero. Aenean nunc risus. mattis
Voltar para o topo.