Notícias

SPMS centraliza aquisição de suporte para aplicações informáticas

3 Setembro, 2013

A SPMS, EPE deu início, no dia 02 de setembro, ao processo de agregação, definido no Despacho nº 11253/2013, destinado à aquisição centralizada de assistência técnica para as aplicações informáticas existentes no Serviço Nacional de Saúde (SNS). As entidades do Ministério da Saúde e instituições do SNS ficam assim obrigadas a recorrer a este procedimento com vista ao fornecimento de suporte para o próximo ano. A agregação abrange diferentes tipologias de aplicações definidas no despacho:

  • Sistemas de informação dos serviços de urgência;
  • Sistemas de informação de suporte ao ciclo de prescrição e dispensa de medicamentos e de dispositivos médicos;
  • Sistemas de informação de imagiologia e de arquivo de imagens médicas;
  • Sistemas de informação de gestão de laboratórios;
  • Sistemas de informação de suporte aos processos de anestesia e cuidados intensivos;
  • Sistemas de informação de gestão de equipas e controlo de assiduidade;
  • Sistemas de informação clínica dos Cuidados de Saúde Primários;
  • Sistemas de contabilidade;

A SPMS está a solicitar às diferentes entidades que submetam os seus pedidos através da plataforma das Unidade Ministerial de Compras (UMC) http://www.sgms.umcms.com.pt, até dia 15 de setembro de 2013, acompanhada dos seguintes elementos:

  • Ficheiro de agregação devidamente preenchido;
  • Cópia dos contratos atualmente em vigor;
  • Declaração atestando a existência de cabimento/disponibilidade orçamental para realizar a despesa estimada;
  • Declaração de mandato para a SPMS, EPE realizar o procedimento de compra.

Temas

|

logo_SPMS_2012

Comitiva da Eslováquia visita SPMS

29 Junho, 2022

A SPMS recebeu uma comitiva eslovaca no âmbito da visita de estudo promovida pela DG Reform da Comissão Europeia e pelo Ministério da Saúde da Eslováquia nesta quarta-feira, dia 29 de junho, em Lisboa.

SNS 24 continua a melhorar acesso e promove equidade

23 Junho, 2022

O contacto remoto entre o cidadão e o Serviço Nacional de Saúde, independentemente da porta escolhida: telefónica, digital ou presencial, tem contribuído para fomentar a inclusão social e a literacia digital em saúde, possibilitando uma experiência uniforme, integrada e com qualidade.

Voltar
co-financiamento
id, ut elementum odio Praesent Donec Aliquam ut elit. ipsum
Voltar para o topo.