Notícias

Compra centralizada de medicamentos gera maior poupança em 2019 com 57,6 milhões de euros

5 Agosto, 2019

Em 2019, a SPMS, EPE alcança uma poupança de 57,6 milhões de euros com a aquisição centralizada de medicamentos para as instituições do Serviço Nacional de Saúde. Nunca se tinha poupado tanto desde a publicação do despacho, em 2016, que veio obrigar à centralização da aquisição de bens e serviços específicos da área da saúde.

Foram mais 17 milhões de euros de poupanças do que no ano passado. Os medicamentos do foro oncológico atingiram a poupança mais elevada, situando-se nos 33,8 milhões de euros, seguindo-se os fármacos para doentes com VIH/sida (17,2 milhões), a categoria outros (cinco milhões) e a hepatite C com 1,5 milhões.

Relativamente ao valor gasto por categorias, foi nos fármacos do foro oncológico que mais se despendeu, com 383,8 milhões de euros, seguindo-se a categoria “outras” (193,4 milhões), a medicação para o VIH/sida (110,1 milhões) e para a hepatite C (17,2 milhões). 

Números que remetem para a quase totalidade das compras centralizadas feitas para 2019, podendo ainda serem atualizados em caso de pedidos extraordinários de hospitais.

Os dados sobre as “Poupanças Obtidas através da Agregação Centralizada – Medicamentos” foram divulgados no Portal do SNS –  portal da Transparência e o tema mereceu destaque no artigo do jornal Público, divulgado no dia 02 de agosto.

Pode ler na íntegra compra-centralizada-medicamentos-gerou-poupanca-576-milhoes-euros

carrinho de compras com medicamentos
Voltar
co-financiamento
non efficitur. sed venenatis consectetur ut
Voltar para o topo.