Notícias

Consentimento Informado para partilha de resultados de MCDT ao Cidadão e aos Profissionais de Saúde do SNS

14 Setembro, 2017

No âmbito do projeto “Exames Sem Papel”, foi alterado o modelo de requisição de meios complementares de diagnóstico e terapêutica (MCDT), através do Despacho n.º 8018/2017, de 14 de setembro.

Com esta alteração, as requisições de MCDT passam a estar adaptadas ao novo paradigma de desmaterialização de resultados de MCDT antevendo, desde já, o caminho para a total desmaterialização da requisição, prestação e faturação.

“Exames Sem Papel” reforça a aproximação do cidadão aos cuidados de saúde e a redução do desperdício na prestação de MCDT, sendo necessário garantir a continuidade e qualidade da prestação dos cuidados de saúde do cidadão, bem como  a partilha de informação dos resultados dos MCDT, de forma segura e confidencial, por todos os profissionais de saúde do SNS.

Para atingir este objetivo, e por forma a contemplar a inclusão do direito ao consentimento informado do cidadão para partilha de resultados dos seus exames, foi publicado o Despacho atrás referido.

Poderá consultar toda a informação sobre esta matéria em Exames Sem Papel , no separador “Legislação”.

Projetos como “Exames Sem Papel” e “Receita Sem Papel” representam um enorme avanço tecnológico, com vantagens claras para o cidadão e para o sistema de saúde em geral.

exames-sem-papel_arranqu_23jan2017

Um ano de “Exames Sem Papel”

19 Julho, 2019

“Um projeto de desmaterialização não é informático, é um projeto de alteração de processos”, realçou Henrique Martins, Presidente do Conselho de Administração da SPMS, no dia do primeiro exame sem papel com assinatura digital. Um ano depois do arranque, o que mudou?

1 ano de exames sem papel
Voltar
co-financiamento
ante. elementum efficitur. suscipit commodo sed libero vel, Aenean ultricies leo amet,
Voltar para o topo.