Notícias

SPMS avança com a desmaterialização da prescrição eletrónica de medicamentos

30 Janeiro, 2013

A desmaterialização da prescrição eletrónica de medicamentos é um dos projetos mais ambiciosos que a SPMS, EPE se compromete a cumprir ainda este ano. Para já, dão-se os primeiros passos, de forma a permitir que o projeto arranque ainda no primeiro trimestre deste ano.

A desmaterialização da prescrição eletrónica de medicamentos e a sua dispensa na farmácia  vai permitir poupança e maior segurança/controlo na emissão de receitas. O processo vai permitir que a prescrição de um medicamento seja enviada diretamente para a respetiva base de dados.

Esta mesma base de dados já permite hoje que o médico aceda aos medicamentos a prescrever. No futuro, ao enviar a informação diretamente para a base de dados central, possibilitando o acesso a qualquer farmácia, irá evitar a impressão da receita em papel.

Após a prescrição, o utente dirige-se a qualquer farmácia, podendo levantar o receituário  prescrito. A forma de identificação do utente na farmácia para levantar o receituário ainda está a ser estudada. Assim que os medicamentos  são levantados na farmácia, essa informação é enviada para o CCF (Centro de Conferência de Faturas) sendo logo validada.

A desmaterialização vai simplificar o processo de prescrição e irá contribuir para a diminuição de custos (eliminação da impressão em papel), além de proporcionar um controlo mais eficaz por parte do CCF sobre os gastos em comparticipações.  

Temas

imagem de vetores abstrata

Um ano de PEM Móvel, a app que marca a diferença

20 Fevereiro, 2020

A PEM Móvel – Aplicação de Prescrição Eletrónica Médica foi lançada a 20 de fevereiro de 2019 e, desde essa data, tem registado uma forte adesão. Só em janeiro deste ano, 5 912 mil médicos distintos usaram esta app para prescrever receitas aos seus pacientes.

PEM_ noticia20200220
Voltar
co-financiamento
dapibus non consectetur lectus pulvinar libero Lorem elementum dictum venenatis,
Voltar para o topo.