Notícias

SPMS reforça telessaúde com entrega de equipamentos e formação

6 Maio, 2024

A SPMS está a reforçar as Unidades locais de Saúde (ULS) e os Institutos Portugueses de Oncologia (IPO) com equipamentos de teleconsulta e telemonitorização, tendo por objetivo impulsionar a prática da telessaúde no Serviço Nacional de Saúde (SNS) e, deste modo, melhorar o acesso dos cidadãos aos cuidados de saúde.

Com um investimento inicial de 580 mil euros, ao abrigo do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) na sua componente da Transição Digital na Saúde, a SPMS tem vindo a distribuir câmaras e auscultadores, tablets, tensiómetros e glucómetros. Estes equipamentos vão garantir as condições técnicas necessárias para a prestação de cuidados de saúde à distância, capacitando as unidades para a utilização das plataformas de telessaúde do SNS, desenvolvidas pela SPMS.

Mais de 12 mil equipamentos já foram distribuídos na ULS Amadora/Sintra, ULS de São José, ULS de Santa Maria, ULS do Médio Tejo e ULS do Oeste. Seguem-se as Unidades Locais de Saúde de Loures-Odivelas, do Litoral Alentejano e do Algarve.

As unidades de saúde contam com o apoio da SPMS para a implementação de serviços, nomeadamente suporte específico para teleconsulta, telemonitorização e telereabilitação. São também disponibilizadas sessões de formação online, aos profissionais de saúde, através da Academia SPMS.

Já nos primeiros meses de 2024, as teleconsultas realizadas pela plataforma Live aumentaram mais de 240%, comparativamente com o ano passado. Este crescimento é um testemunho do reconhecimento e confiança depositados pelos profissionais de saúde e pelos utentes nesta plataforma, que integra um sistema de vídeo e de identificação inequívoca dos seus utilizadores.

Até ao final do primeiro semestre deste ano, prevê-se que fique concluída a distribuição dos equipamentos em todo o país, reforçando, assim, a capacidade tecnológica do SNS e o incentivo à utilização de soluções digitais. A telessaúde oferece comodidade, eficiência e segurança, quer para os profissionais, quer para os utentes.

Desenvolvida também pela SPMS, a plataforma Telemonitorização SNS foi alvo de um upgrade tecnológico que veio melhorar a monitorização à distância do estado de saúde dos utentes. Passou a designar-se Telecuidados SNS.

Com mais e melhores funcionalidades, permite a opção de prescrição de exercícios constantes do Plano Integrado de Telecuidados, o agendamento de sessões remotas de reabilitação e uma melhor interação entre profissionais de saúde e utentes, entre outros avanços tecnológicos.

Temas

| |

Linha SNS 24 já atendeu mais de 1 Milhão de chamadas em 2024

25 Maio, 2024

O SNS 24 já atendeu perto de 1,2 milhões de chamadas este ano, quase o dobro do mesmo período do ano passado, em que foram atendidas mais de 615 mil chamadas. Janeiro foi o mês com mais atendimentos, ultrapassando os 271 mil, seguido de março, com mais de 264 mil chamadas e abril registou mais […]

Voltar
Voltar para o topo.