Notícias

Intervenção e manutenção da Infraestrutura de Serviços Centrais do Ministério da Saúde

28 Novembro, 2019

A SPMS, EPE irá proceder a uma intervenção técnica de elevada complexidade na infraestrutura EXADATA, que suporta os vários sistemas e serviços digitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS), no fim de semana de 30 de novembro e 1 de dezembro de 2019.

A intervenção implica a restruturação e atualização do hardware (componentes físicos) da infraestrutura, exigindo a coordenação de várias equipas que prestarão apoio, em tempo real, inclusive equipas internacionais, sendo inevitável a existência de um período de indisponibilidade dos sistemas.  

A preparação desta intervenção decorre há várias semanas, envolvendo as diversas instituições do Serviço Nacional de Saúde em todo o processo, de forma a mitigar possíveis constrangimentos através da ativação das medidas de contingência necessárias.

A curto prazo, esta intervenção trará melhorias significativas de desempenho, segurança e resiliência e, por outro lado, pretende garantir sustentabilidade técnica ao SNS, cada vez mais dotado de robustez e segurança nos sistemas de informação do Ministério da Saúde.

Em termos de investimento, a atualização do hardware representa cerca de 400 000.00 € em equipamento especializado, traduzindo-se numa melhoria de quatro vezes superior à solução atual, ao nível de capacidade e de performance. Além disso, alavancará projetos de melhoria, transversais às bases de dados críticas do SNS, possibilitando a sua posterior evolução, ao nível tecnológico e de performance, especialmente relevante para os Cuidados de Saúde Primários, tendo em conta os desafios e o contexto tecnológico deste setor.

Com grande capacidade de armazenamento de dados, e assegurando um excelente desempenho de processamento ao nível das várias aplicações, quer de transações em simultâneo, quer de distribuição de cargas, esta infraestrutura contribui para um sistema altamente disponível e de elevada confiabilidade, assumindo um papel central e determinante nas tecnologias de informação e comunicação do SNS, nomeadamente para muitos sistemas e serviços utilizados na atividade local das entidades prestadoras de cuidados de saúde.

Atualmente, nesta infraestrutura são registadas cerca de 6.000.000 de receitas de medicamentos por mês, o que se traduz em 33.000.000 de embalagens dispensadas pelos utentes do SNS e, ainda no âmbito da centralidade do cidadão, assegura a emissão mensal de 250.000 Certificados de Incapacidade Temporária. Permite, também, que sejam guardados e atualizados, diariamente, dados de 10 milhões de utentes do SNS, garantindo uma acessibilidade cada vez maior a diversas funcionalidades e aplicações, como a Área do Cidadão e a MySNSCarteira.

Assim, esta intervenção implicará indisponibilidade total no período previsto entre as 14h00 de sábado, dia 30 de novembro, e as 08h00 de domingo, dia 1 de dezembro dos seguintes sistemas centrais:

  • PEM – Prescrição Eletrónica Médica
  • DEM – Dispensa Eletrónica Médica
  • ESP – Exames Sem Papel
  • CRD – Cuidados Respiratórios Domiciliários
  • RNU – Registo Nacional de Utentes
  • SICO – Sistemas de Informação dos Certificados de Óbito
  • RENTEV – Registo Nacional de Testamento Vital
  • CCC – Certificados para a Carta de Condução
  • SISO – Sistema de Informação para a Saúde Oral
  • RSE – Registo de Saúde Eletrónico
  • PEM – Pequenos Prescritores Privados
  • BAS – Benefícios Adicionais de Saúde
  • RNP – Registo Nacional de Profissionais de Saúde
  • CIT – Certificados de Incapacidade Temporária
  • SIARS 

Será ainda feito um conjunto de ações de verificação e controlo no dia 1 de dezembro, mas, neste período, os sistemas já estarão operacionais.

Com este investimento, pretende-se dotar todo o ecossistema da saúde dos recursos técnicos necessários a uma melhor preservação dos meios tecnológicos ao serviço do cidadão, reforçando os mecanismos de proteção e cibersegurança nos sistemas, particularmente a proteção dos dados de saúde e o funcionamento do SNS e Ministério da Saúde.

Afirma-se, assim, a continuidade à melhoria de infraestruturas e equipamentos do SNS, assegurando um melhor acesso dos profissionais e utentes a cuidados de saúde de qualidade, bem como a obtenção de ganhos em saúde.

Caso se justifique, serão feitas notificações com informação adicional sobre alternativas a adotar, durante o período de intervenção técnica. Contactos disponíveis através do Portal Self-Service da SPMS, em https://suporte-tic.min-saude.pt/, ou através do e-mail servicedesk@spms.min-saude.pt.

servidor

eHealth Sessions 3 chega em dezembro

7 Dezembro, 2022

A cidade de Évora acolhe o terceiro pré-evento do eHealth Summit Portugal, para debater questões relacionadas com as infraestruturas tecnológicas. É já no próximo dia 28 de dezembro no Palácio de D. Manuel. As soluções digitais para o cidadão marcaram o arranque, em outubro, destes eventos de lançamento para a maior cimeira sobre transformação digital […]

Projetos da SPMS em análise na UNITE Global Summit 2022

6 Dezembro, 2022

Um futuro mais sustentável com a saúde digital e inovação como prioridade foi a temática central da sessão que contou com a participação do presidente da SPMS, Luís Goes Pinheiro. Integrada no UNITE Global Summit 2022, evento internacional, a sessão contou com personalidades de diferentes países que se reuniram na Assembleia da República para falar […]

Balcão e App SNS 24 recebem menção honrosa “Iscte Políticas Públicas”

30 Novembro, 2022

A SPMS recebeu menção honrosa para os projetos App SNS 24 e Balcão SNS 24 na categoria “Administração Pública Central”. A cerimónia, que contou com o presidente da SPMS, Luís Goes Pinheiro, realizou-se ontem, dia 29 de novembro, no grande auditório do ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa.

balcao_app sns 24_iscte_mencao honrosa
Voltar
co-financiamento
Voltar para o topo.