Notícias

Academia de Formação SPMS realiza 11 mil horas de formação e-Learning em 2017

28 Dezembro, 2017

A SPMS, EPE juntou diretores e representantes de várias entidades de saúde do país para uma reunião técnica, realizada hoje, dia 28 de dezembro, sobre o Registo Oncológico Nacional (RON),  no auditório do INFARMED, I.P., em Lisboa.

Durante o encontro, Henrique Martins, Presidente do Conselho de Administração da SPMS, aproveitou para reforçar a importância da formação, nomeadamente em e-Learning (à distância), dirigida ao setor da saúde e desenvolvida pela Academia de Formação SPMS.

“Só este ano houve 11 mil horas de formação e-Learning na nossa plataforma e mais de 1000 formandos”, afirmou Henrique Martins, apelando aos colaboradores das entidades de saúde para aproveitarem a plataforma eStudo, um instrumento fundamental no apoio aos formandos e que constitui um forte investimento na área formativa do setor da Saúde.

Numa ótica de sensibilização, Henrique Martins referiu-se à disponibilização de tempo que as entidades devem conceder aos seus colaboradores para realizarem ações formativas, nos horários que forem regulamentados.

Em 2017, a SPMS registou 11.205 horas online para 15 cursos fechados e realizados através de e-Learning. A plataforma eStudo contou, ainda, com 9 cursos de acesso livre, cerca de 42.575 visualizações e 79 formadores.

A Academia de Formação SPMS tem como objetivo desenvolver um conjunto de iniciativas, de forma a facilitar o acesso à formação a todos os profissionais de Saúde. Para isso, as entidades do Serviço Nacional de Saúde (SNS) celebraram Protocolos de Cooperação para cedência de salas de formação e disponibilização dos meios necessários para a realização de ações.

Academia_SPMS_Banner01

Comitiva da Eslováquia visita SPMS

29 Junho, 2022

A SPMS recebeu uma comitiva eslovaca no âmbito da visita de estudo promovida pela DG Reform da Comissão Europeia e pelo Ministério da Saúde da Eslováquia nesta quarta-feira, dia 29 de junho, em Lisboa.

SNS 24 continua a melhorar acesso e promove equidade

23 Junho, 2022

O contacto remoto entre o cidadão e o Serviço Nacional de Saúde, independentemente da porta escolhida: telefónica, digital ou presencial, tem contribuído para fomentar a inclusão social e a literacia digital em saúde, possibilitando uma experiência uniforme, integrada e com qualidade.

Voltar
co-financiamento
vulputate, sed in elit. mattis massa sem, eleifend id adipiscing id,
Voltar para o topo.