Notícias

SPMS desenvolve plataforma eStudo e promove formação profissional

12 Outubro, 2016

A SPMS está a marcar a diferença na área da formação profissional, através da disponibilização da plataforma eStudo. Com vários cursos agendados, em áreas distintas e direcionados a diferentes públicos, a plataforma de eLearning-eStudo tem vindo a ser desenvolvida de modo a reforçar e facilitar a oferta formativa, destinada a profissionais de Saúde. Cada curso tem uma equipa formativa de tutores, habilitados para ministrar diversas ações, acompanhar e orientar os formandos em modalidade elearning.

Arrancou a 10 de outubro, no Centro Hospitalar de Leiria (CHL), a segunda edição do curso “Validação da Prescrição Médica”, que irá decorrer até ao dia 10 de janeiro de 2017. Dirigido a um universo de 743 formandos, enfermeiros dos serviços prestadores de cuidados do CHL. O curso obedece aos requisitos determinados no Manual de Padrões de Acreditação da Joint Commission International. Tendo por objetivo dotar os formandos de competências ao nível da “análise de adequação de uma prescrição médica, durante o período de encerramento do serviço farmacêutico”, esta ação é constituída por conteúdos teóricos e uma componente mais pragmática, que incide na análise de casos clínicos.

O curso disponibiliza documentação de suporte, permitindo adquirir conhecimentos à distância e formação de qualidade. Estruturado em quatro módulos, concluindo-se cada um com a avaliação dos conhecimentos adquiridos. Enquadrando-se nos objetivos estratégicos da SPMS, a plataforma eStudo irá continuar a melhorar funcionalidades e incrementar o leque de oferta formativa, tendo como base as experiências da implementação destes projetos piloto.

Temas

|

Comitiva da Eslováquia visita SPMS

29 Junho, 2022

A SPMS recebeu uma comitiva eslovaca no âmbito da visita de estudo promovida pela DG Reform da Comissão Europeia e pelo Ministério da Saúde da Eslováquia nesta quarta-feira, dia 29 de junho, em Lisboa.

SNS 24 continua a melhorar acesso e promove equidade

23 Junho, 2022

O contacto remoto entre o cidadão e o Serviço Nacional de Saúde, independentemente da porta escolhida: telefónica, digital ou presencial, tem contribuído para fomentar a inclusão social e a literacia digital em saúde, possibilitando uma experiência uniforme, integrada e com qualidade.

Voltar
co-financiamento
sit porta. eleifend et, tristique Donec commodo
Voltar para o topo.