Notícias

Primeiros passos para o projeto e-SENS

13 Maio, 2013

O projeto e-SENS (“Electronic Simple European Networked Services”) teve o seu arranque a 9 de abril na Alemanha. Trata-se de um Large Scale Pilot incluído no ICT Policy Support Programme (ICT PSP), dentro do programa Competitiveness and Innovation Framework(CIP).

O objetivo do projeto é desenvolver/reutilizar uma infraestrutura de serviços públicos europeus interoperáveis com base nos projetos LSP anteriores, nomeadamente PEPPOL, eCODEX, epSOS, STORK e STORK2.0. O projeto contribuirá para suportar a criação de um Digital Single Market facilitando a entrega e utilização de serviços públicos eletrónicos.

Quem beneficiará?

  • Os estados membros receberão soluções técnicas para criar serviços públicos interoperáveis e eficientes.
  • A indústria acederá a soluções open source a serem utilizadas nos seus processos de negócio.
  • Os cidadãos terão os benefícios da utilização destes serviços públicos ao melhorar a liberdade de circulação, viver e trabalhar dentro do EU.

O papel da SPMS? A SPMS participa no projeto como membro do Consorcio Nacional liderado pela AMA. O projeto teve o seu kick-off no início de abril e contou com a participação de todos os Estados Membros envolvidos.

Para mais informação: www.esens.eu

Temas

|

Logotipo do programa eSENS

SPMS reforça cooperação em Saúde Digital com países da CPLP

17 Maio, 2024

A SPMS marcou presença no Seminário “Diálogos da Cooperação em Saúde na Comunidade de Países de Língua Oficial Portuguesa (CPLP)”, a convite da Secretaria-Geral do Ministério da Saúde (SGMS). O evento, que decorreu no passado dia 15 de maio, concentrou-se nos desafios e oportunidades da digitalização do setor da saúde nos países integrantes da comunidade.

Aprovado novo regulamento do Espaço Europeu de Dados de Saúde

13 Maio, 2024

O Parlamento Europeu aprovou, no dia 24 de abril, o novo regulamento que estabelece o Espaço Europeu de Dados de Saúde (EEDS), marcando um avanço significativo na revolução digital da saúde na União Europeia. Esta medida estratégica tem como objetivo facilitar o acesso dos cidadãos aos seus dados de saúde eletrónicos em todos os países membros, ao mesmo tempo que promove a interoperabilidade entre os sistemas de saúde europeus.

Voltar
Voltar para o topo.