Notícias

SPMS atualiza SAPE com sucesso em Gaia

15 Maio, 2012

O Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia / Espinho procedeu com êxito à atualização do SAPE (Sistema de Apoio à Prática de Enfermagem) durante a semana de 9 a 13 de abril. Esta ação insere-se num projeto liderado pela SPMS – Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, EPE que está a avançar em todos os hospitais do país, de forma a conseguir dar resposta à necessidade de documentação do trabalho de enfermagem no âmbito da “Consulta Externa”, “Urgência” e “Hospital de Dia”. A versão anterior do SAPE apenas permite efetuar a documentação dos atos de enfermagem em âmbito de internamento. A operação de “upgrade” do sistema foi considerada “um sucesso” pelas equipas envolvidas.

“Decorreu sem erros”, garante Alexandra Cabral, satisfeita com o resultado desta operação. Segundo a orientadora da equipa técnica da SPMS a atualização de funcionalidades do SAPE em ambiente hospitalar é uma ação delicada, uma vez que em caso de problemas poderá prejudicar o funcionamento da instituição. Com esta atualização, as instituições poderão beneficiar do alargamento do SAPE à consulta externa, hospital de dia e urgência, bem como de novas funcionalidades para o internamento que não estavam disponíveis na versão existente. O Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia / Espinho, através de Domingos Silva Pereira, diretor do Serviço de Sistemas e Tecnologias de Informação, confirma que o processo de atualização do SAPE teve um “impacto nulo” no funcionamento do sistema. O empenho demonstrado pela SPMS chegou mesmo a ser alvo de elogios por parte do responsável, bem como do Enfermeiro Diretor do CHVNG, Belmiro Pereira da Rocha, que classificou este processo de melhoria como “muito importante para os nossos doentes”. O upgrade do SAPE vai permitir dar resposta à interoperabilidade necessária para o bom funcionamento da Plataforma de Dados da Saúde (PDS), que no futuro prevê a disponibilidade de dados clínicos nos diferentes portais do Serviço Nacional de Saúde, permitindo no futuro a partilha de informação. O sistema inclui também novas funcionalidades que vão permitir maior eficácia ao funcionamento da enfermagem. Inclui, por exemplo, o catálogo de códigos das alergias, comum ao sistema disponibilizado para os médicos. O conceito que deu origem ao SAPE foi inicialmente desenvolvido na Escola Superior de Enfermagem do Porto, com a designação de “Enfin” (Enfermagem/Informática). Após uma fase de funcionamento como projeto piloto em três hospitais do norte, e de ter sido desenvolvido um novo módulo para ser utilizado nos cuidados de saúde primários, o SAPE foi aprovado para funcionar no SNS pelo IGIF – Instituto de Gestão Informática e Financeira da Saúde em 2002. 

Hospitais devem atualizar o SAPE 

O Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia é a sexta entidade a concretizar o upgrade do SAPE. Foi antecedido por Torres Vedras, Garcia da Orta, Viana, Cova da Beira e Pombal. A atualização desta aplicação, assim como do Sonho (ainda em desenvolvimento), constitui um passo fundamental para a concretização de uma das prioridades definida pelo atual governo: investir nos sistemas de informação de forma a permitir que os dados sejam partilhados, conseguindo um SNS mais eficaz.  

Temas

Imagem da aplicação SAPE

SPMS participa em debate sobre transformação digital e inteligência artificial

10 Abril, 2024

A transformação digital e o impacto no setor da Saúde deram o mote à participação de Luís Miguel Ferreira, vogal executivo da SPMS, em conferência que decorreu em Lisboa, ontem, dia 9 de abril. Na sua intervenção, Luís Miguel Ferreira destacou o papel fundamental que a SPMS assume no processo de transição digital, sublinhando o […]

PEM celebra 11 anos e 235 milhões de receitas sem papel

8 Abril, 2024

A aplicação de Prescrição Eletrónica Médica (PEM) foi disponibilizada, pela SPMS, ao sistema nacional de saúde em 2013. Desde então, permitiu emitir perto de 388 milhões de receitas eletrónicas, das quais mais de 235 milhões totalmente desmaterializadas. Quase 200 prescrições por minuto é a média diária de receitas emitidas, entre as 9 e as 20 […]

Voltar
Voltar para o topo.