Notícias

Sistemas de informação juntaram mais de 150 profissionais em Lisboa

2 Fevereiro, 2012

“Combater o desperdício” e “agilizar a informação”, tornar o “SNS mais eficiente” através da “partilha de dados em rede” o que irá ajudar à “sustentabilidade” do sistema são algumas das ideias-chave expressas durante a realização da primeira reunião de trabalho sobre “Sistemas de Informação e a Plataforma de Dados da Saúde no Serviço Nacional de Saúde”, que se realizou no último dia de janeiro na Escola Superior de Tecnologias da Saúde, situada no Parque das Nações em Lisboa.

Numa organização conjunta da CIC – Comissão para a Informatização Clínica e da SPMS – Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, EPE, o encontro contou com a presença do Ministro da Saúde (sessão de abertura) e do Secretário de Estado da Saúde (sessão de encerramento) e juntou mais de 150 profissionais, desde de diretores clínicos a técnicos de informática.  

Ministro da Saúde discursa no auditório da Escola Superior de Tecnologias da Saúde
O Ministro da Saúde, Paulo Macedo, esteve presente no encontro

O Ministro Paulo Macedo abriu a sessão de trabalho enfatizando a importância da reorganização dos diferentes serviços de informação que estão a operar no SNS, que ainda não permitem a partilha de dados e consequente eficiência de todo o sistema. Realçando que o “Desafio à Mudança” é um dos pilares prioritários do Governo, Paulo Macedo sublinhou a importância da Plataforma dos Dados da Saúde (PDS), considerando a sua implementação essencial para a sustentabilidade do SNS.  

A primeira reunião de trabalho com os dirigentes clínicos e técnicos informáticos das diferentes instituições de saúde que compõem o SNS teve como objetivo debater e apresentar estratégias para tornar possível a comunicação entre as diferentes aplicações informáticas que estão a ser utilizadas, de forma a conseguir criar uma base de dados nacional que recolha os dados clínicos relativos a cada utente.

A centralização destes dados na Plataforma de Dados da Saúde (PDS) tornará possível a partilha de informação entre as diferentes entidades do SNS. O projeto prevê que no futuro seja possível obter informação clínica sobre um doente em qualquer uma das instituições que integram o SNS.

Temas

| |

Aspecto do auditório no encontro TIC

Comitiva da Eslováquia visita SPMS

29 Junho, 2022

A SPMS recebeu uma comitiva eslovaca no âmbito da visita de estudo promovida pela DG Reform da Comissão Europeia e pelo Ministério da Saúde da Eslováquia nesta quarta-feira, dia 29 de junho, em Lisboa.

SNS 24 continua a melhorar acesso e promove equidade

23 Junho, 2022

O contacto remoto entre o cidadão e o Serviço Nacional de Saúde, independentemente da porta escolhida: telefónica, digital ou presencial, tem contribuído para fomentar a inclusão social e a literacia digital em saúde, possibilitando uma experiência uniforme, integrada e com qualidade.

Voltar
co-financiamento
quis, Phasellus libero non id ut risus. ipsum mi,
Voltar para o topo.